September 18, 2017

, ,

Relatório dos Shows em Fukuoka


Fukuoka – primeiro dia (11 de setembro)
A última vez que estivemos aqui foi durante a TA Tour do ano passado, e talvez por ser a terra natal de Ayu, recebemos do público os gritos de "bem-vinda" com a mesma animação que a de um show de encerramento no Yoyogi. Naquele retorno triunfal à terra em que ela nasceu e cresceu, tive a impressão de ver mais sorrisos que de costume.
Enquanto pensava nisso, percebi que o céu ficava nublado. Um sinal de que "Ayu está se aproximando e hoje estará na melhor forma".
Ayu entrou no camarim nos dizendo "bom dia!" por trás dos óculos escuros e emanando uma aura bastante determinada. Sentada em um sofá, conferiu os figurinos e as alterações do show. Do momento em que entrou no camarim até a hora do show, tudo foi decidido em questão de minutos.
No ensaio daquele dia, Ayumi cantou no encore a nova música "WORDS". Por um momento, fiquei perplexa com aquela voz ecoando pelo Hall e com a Ayu presente no íntimo daquela letra. Por que esta música veio à tona? Como a verdadeira Ayu, que só podemos alcançar através das músicas, consegue chegar até os fãs?
Depois disso veio a checagem da alteração na abertura, pois ela quis fazer alterações ao ver a abertura em Yokohama. Inclinando um pouquinho o rosto e mudando levemente o posicionamento do corpo, as alterações foram feitas seguindo as instruções da própria Ayu: "nesta parte não dá para ver o rosto. Se não puser mais sentimento aqui, o público não vai conseguir entender. Tenham isso em mente".
Tive a impressão de ter entendido a profundidade que Ayumi quis dar ao show.

Fukuoka – segundo dia (12 de setembro)
Dando continuidade ao primeiro dia, este segundo show também foi lindo desde a abertura! A animação e os gritos do público indicavam que a perfeição do show estava prestes a ser alcançada.
Houve um pequeno acidente no final da primeira parte, mas acho que se Ayu não tivesse perguntado "vocês perceberam?" durante o MC, a maioria do público nem saberia disso. Talvez tenha percebido a preocupação da equipe e decidiu transformar aquilo em piada para nos fazer rir. Ela é deste tipo de pessoa.
Ela é capaz de fazer um escândalo feito criança quando vê um inseto, mas no palco é uma pessoa completamente diferente e parece ter nervos de aço. Se eu estivesse concentrada na música e de repente acontecesse alguma coisa, certamente gritaria no microfone. Sério, eu gritei naquela hora.
Se parar para pensar, já passamos por vários acidentes até hoje... A verdade é que também já houve diversas performances que ofereciam risco com um pequeno descuido. Se, pensando na segurança, pedíssemos para mudar algo que envolvesse os dançarinos e acrobatas, ela imediatamente responderia "sim". Mas não é tão fácil abrir mão quando envolve a si própria, porque para ela, mais que Ayu, a prioridade no palco tem que ser "Ayumi Hamasaki". E a consequência disso é que os shows que ela cria ganham ainda mais brilho.
Tudo é feito pensando no público. Ela quer criar um mundo de sonhos oferecendo tudo que puder. É este o sentimento que herdamos do "Primeiro Ato" da turnê.
E pensando no impacto do tufão no outro dia, o show em Tokushima foi cancelado. Até porque, certas coisas acontecem independentemente da vontade dela.
Com esses pensamentos em mente, me pergunto que tipo de show Ayumi vai apresentar hoje em Kochi......


O texto original está no site oficial da turnê (ayu2017tour.com), na aba "Tour Report".

September 11, 2017

, ,

Quarto Relatório da Turnê: Segundo Ato!


TOUR REPORT No.4
Finalmente começou o Segundo Ato da turnê "Just the beginning -20-"!!
Já faz mais de um mês desde que o Primeiro Ato teminou, e nesse meio tempo, Ayu também esteve no a-nation. Assim, pode-se dizer que ela, juntamente com a equipe, criou dois shows em um curto espaço de tempo neste verão.
Confesso que fiquei animada imaginando como seria a performance, e tenho certeza que vocês pensaram o mesmo, não é? Foi só durante o ensaio geral que tive uma ideia de como seria.

Acho que quem acompanha esses relatórios deve ter percebido que não escrevi sobre os últimos shows em Osaka. Eu até tentei, mas simplesmente não consegui... Peço desculpas a quem ficou esperando.
Mas pensando agora, entendo porque não consegui escrever, mesmo tendo assistido aos ensaios. De alguma forma, eu meio que perdi a "Ayumi Hamasaki" de vista.
Era muita informação para processar, e enquanto eu pensava "ah, com certeza ela vai fazer assim" e depois percebia estar errada, me perguntava que diabos era aquilo que eu estava vendo. Cada novo espetáculo deve fascinar dezenas de milhares de pessoas. Tentei compreender os sentimentos e a pressão que Ayumi Hamasaki sofria naquele momento, mas nunca seria capaz de enxergar pelo mesmo ponto de vista que ela.
Quando percebi isso durante os ensaios, fiquei até tonta.
Claro, houve algo similar há alguns anos. Antes que pudesse notar, vi que Ayu parecia estar distante de mim. Alguém que eu adoro e admiro, mas senti que tinha perdido a parte mais importante. Mesmo em uma situação difícil, ela não é do tipo que se abre ou pede nossa opinião. E não importa o quão profundo seja o teor de uma música, ela não o diz em palavras.
Mas, como sempre, Ayu é muito honesta e está sempre avançando com toda força... A todos que viram os shows da "Ayumi Hamasaki", saibam que existe uma Ayu real e muito humana...
No primeiro dia do Segundo Ato, o show que presenciei no Pacifico Yokohama foi exatamente assim.
Peço mil desculpas por um relatório tão abstrato... (risos).

É bem difícil reconstruir uma turnê com a adição de novas músicas sem mudar a temática. São performances bem diferentes e com um frescor que vai manter a animação de vocês até o fim. Algo que só podia ser feito por alguém como Ayu e sua equipe!!!
E teremos a bela surpresa que levou o público às lágrimas no Pacifico: a tão aguardada música nova!!!!!
Ayu e sua equipe estão preparando uma performance poderosa, que vai aproveitar a sensação de proximidade que só se tem em um Hall e que não deixe nada a dever para os shows em uma Arena!
Amanhã vamos para Fukuoka, terra natal de Ayu! E a partir de agora prometo trazer todos os detalhes deste Segundo Ato.
A todos que virão nos dois shows em Fukuoka: estejam beeeem animados~(*)!!!

(*) No texto original, o que traduzimos como "beeeem" é uma expressão do dialeto de Fukuoka.

O texto original está no site oficial da turnê (ayu2017tour.com), na aba "Tour Report".

September 10, 2017

,

Do fundo do baú – Ayumi Hamasaki em celebração da amizade Japão-China


No último dia 8, depois de dez anos, houve uma cerimônia em Pequim celebrando o 45º aniversário da normalização nas relações diplomáticas entre o Japão e a China.
Mas vocês sabiam que em 2002, além desta cerimônia, foram realizados dois shows reunindo cantores de ambos os países? E que nossa querida Ayumi participou deles?

Como assim, "normalização"?
Todos sabem da grande influência que a China teve sobre a cultura japonesa, mas também são notórios os episódios nada amigáveis entre os dois países: de "incidentes" e conflitos no século 19 até os crimes ocorridos na Segunda Guerra Mundial. Tudo isso resultou em uma tensa relação, que levou ambos a não se verem muito bem durante anos.
A situação só mudou em 29 de setembro de 1972, quando foi assinado em Pequim um tratado que colocava uma pedra sobre o assunto e "normalizava" as relações diplomáticas entre as duas nações.
Infelizmente, ainda assim ocorrem alguns atritos: em 2012, por exemplo, o agravamento da disputa territorial envolvendo um grupo de ilhas no Mar da China causou tantos protestos e ameaças, que decidiram cancelar a cerimônia do 40º aniversário. Que feio, gente!

Mas voltando ao assunto...
Em 2000, durante visita do premiê chinês Zhu Rongji ao Japão, os dois países concordaram que 2002 seria "o ano da China no Japão e o do Japão na China". E em 2001, na visita do primeiro ministro japonês Jun'ichiro Koizumi ao presidente Jiang Zemin, ficou decidido que ambos se uniriam para fazer das comemorações um grande sucesso.
Enfim chegou setembro de 2002, quando tiveram início as comemorações do 30º aniversário do tratado. Houve uma série de eventos nos dois países, em especial na China, como shows da ópera "Madame Butterfly", palestras, exibições em museus, plantio de árvores próximo à Muralha da China e até a inauguração de um monumento em homenagem a esta amizade.
No dia 10, o grupo de j-rock GLAY se encontrou com o presidente Jiang Zemin. A banda se apresentaria em Pequim no dia 13 de outubro e levou uma guitarra de presente para Jiang, que até fingiu tocá-la.

Selos japoneses comemorativos

Shinji Tanimura
Já ouviram falar nele? Trata-se de um cantor e compositor japonês muito famoso. Em 1981, após deixar o grupo "Alice", partiu em carreira solo e começou a se apresentar também em outros países da Ásia, aumentando consideravelmente o número de fãs em Hong Kong, Coreia do Sul, Singapura, China e Tailândia.

   

Shinji passou a compor músicas para cantores desses países, que muitas vezes também incluíam músicas suas no repertório. Com base nesta relação de amizade, cria o evento musical "Pax Musica" em 1984 com cantores de Hong Kong e Coreia do Sul, visando promover a paz e a união cultural entre os vários países asiáticos. Inspirado em suas visitas à China, compõe três anos depois "Subaru", um de seus maiores sucessos.
Resumindo: o cara se envolveu tanto na promoção das relações sino-japonesas que acabou se tornando uma espécie de símbolo. Assim, em 2002 foi oficialmente convidado pelos governos dos dois países para organizar a festa do 30º aniversário.

Chega de enrolação! Cadê Ayumi?
Na noite de 22 de setembro, o Estádio dos Trabalhadores, em Pequim, foi palco para um show que reuniu grandes nomes da música japonesa (Ayumi Hamasaki, Shinji Tanimura, Noriko Sakai e GACKT) e chinesa (CoCo Lee, Alan Tam, Sun Nan, Mao Ning e o grupo Lingdian).

   
Shinji Tanimura e Noriko Sakai

O site web-japan escreveu: "Entre os cantores do Japão estava a extremamente popular Ayumi Hamasaki, que encantou o público presente não apenas com sua música, mas também com sua beleza e o cumprimento em mandarim 'ni hao, wo ai ni' ('olá, eu amo vocês')".
A cantora apresentou uma curta setlist formada por "Love ~Destiny~", "M" e "HANABI", além de um visual com umbigo à mostra que foi considerado sexy. Durante a performance, os 45 mil espectadores japoneses e chineses pareciam unidos pelo poder da música, o que no fundo era o grande propósito do show.

   

   
Ayumi e seu umbiguinho sexy alegram o público. Embaixo, CoCo Lee e Noriko Sakai.

No fim, todos os artistas se reuniram no palco e cantaram a música "Houseki" ("Joia"), composta por Shinji Tanimura especialmente para o evento.

   

Mais tarde, Ayumi comentou: "estou muito feliz por ter participado deste evento histórico". Perguntada sobre a possibilidade de uma turnê pela Ásia, disse "claro, quero muito fazer! Seria interessante".
Vale lembrar que sua popularidade na Ásia já era grande: na China, os CDs eram vendidos há três anos e os pvs estavam sempre nos programas musicais. Além disso, em fevereiro daquele mesmo ano, ela esteve no "1º MTV Asia Awards" em Singapura e recebeu o prêmio de 'Artista Mais Infuente da Ásia'. Não à toa, a mídia chinesa comentou que sua popularidade entre as garotas do país era quase tão grande quanto a da igualmente japonesa Momoe Yamaguchi.

Acabou aí? Nada disso!
No Japão também houve um evento parecido. Em 27 de outubro a NHK exibiu o "Festival Artístico dos 30 Anos de Amizade Japão e China", com transmissão ao vivo para os dois países. Além de Ayumi, o "time" japonês contou com Shinji Tanimura, Mayumi Itsuwa, Hiroshi Itsuki e os grupos DA PUMP, Tanpopo e MAX.

   

O programa foi apresentado pelo japonês Ryuji Miyamoto e os chineses Shu Jin e Sou Kahan.

Sou Kahan, Shu Jin e Ryuji Miyamoto

Na vez de Ayumi, Ryuji disse: "agora vamos chamar uma jovem artista representando o Japão. A cantora que conquistou grande e instantânea popularidade no mundo do j-pop: Ayumi Hamasaki". Bastou dizer isso para que a plateia se manifestasse com gritos e aplausos, o que chamou a atenção do apresentador.
Depois comentou com Shu Jin: "Hamasaki-san se tornou um ícone para as garotas da Ásia com sua música, sua elegância ao vestir e seu estilo de vida. Aliás, ela esteve em Pequim no mês passado, participando de um concerto, não é?" e a apresentadora respondeu "é verdade. E bastou eu dizer o nome 'Binti Bu' (pronúncia do nome de Ayumi na China) para que os jovens fossem à loucura. Ela é muito querida lá".

Em Pequim, bastou Shu Jin dizer as "palavrinhas mágicas" para enlouquecer o público.

Ayumi foi anunciada e cantou "Voyage", usando um longo vestido branco. Quando terminou, os apresentadores agradeceram e Sou Kahan comentou "a performance dela, como de costume, foi espetacular!".

   
 
   

Confiram aqui esta performance de Ayumi!
No final do programa, todos se reuniram no palco e os apresentadores encerraram a transmissão desejando que a amizade e a cooperação entre Japão e China se tornassem cada vez maiores.

   

   

E em 2017?
Assim como nos anos anteriores, a agenda das comemorações tem apenas eventos mais simples, como exposições, palestras, campeonato de pingue-pongue e concertos de música clássica e ópera.
Shinji Tanimura, por sua vez, esteve em Xangai no mês de junho celebrando o 45º aniversário do tratado e os 45 anos de carreira com um show, que agitou milhares de fãs chineses. O cantor ainda fará apresentações no Japão nos próximos meses, mas sozinho...


Fontes:

August 26, 2017

,

Ayumi Hamasaki no programa "Konya Kurabete Mimashita" (Parte 2)

Nesta segunda e última parte do resumo, veremos mais revelações da vida particular de Ayumi e a repercussão do programa entre os japoneses.
Para quem ainda não leu (ou quiser relembrar) a primeira parte, pode encontrá-la aqui.


Eu sou ricaaaa!!
Voltamos do comercial para uma revelação surpreendente: Ayumi fala sobre seus dotes na cozinha e Tokui Yoshimi, como quem não quer nada, pergunta quantas geladeiras seus colegas apresentadores têm em casa. Terumoto Gotou acha maluquice e diz "que raio de pergunta é essa?!", enquanto SHELLY e Rino Sashihara respondem "pergunta sem sentido. Tenho uma, ué". As convidadas Tomochika e Nora Hirano também concordam com a resposta.

   

Tokui soltou a bomba: "Ah, é? Porque na casa da Ayumi tem 5! Uma para cada coisa: carnes, verduras/legumes, peixes, refrigerantes e saquê". Nora Hirano comentou "chocada!".

   

"-Seus pobres!"
O próximo assunto são os cachorros. Ao ver a foto da cantora com Oreo e Cocoa, Terumoto perguntou "vocês estavam em um parque?" e Ayumi respondeu tranquilamente: "não, é na minha casa". Reparem a serenidade no olhar de quem mora em uma casa cujo terraço parece um parque público...

   

Aqui vem a parte engraçada: os apresentadores até se sentaram no chão diante do monitor para ver melhor. Terumoto disse "espere um momento! O que é isso aqui, parecendo um lago? (apontando para onde Ayumi aparecia sentada)".

   

   

Ela respondeu "é um vidro, a claraboia do andar de baixo. Na verdade aí é o terraço, na cobertura".

!!!!!!!!
Tokui comentou "mais surpreendente que um lago! Parece a quina do Museu de Belas Artes de Tóquio!" (nesse momento, ouvimos aquela risada característica de Ayumi). Rino, por sua vez, suspirou e disse "queria poder ostentar uma realidade dessas com tanto luxo, gente...".

   

Então mostram uma foto dos cachorros (Crea, Choko, Oreo, Cocoa e Papiko) e Tokui pergunta "você está sempre com eles, não é? O que costumam fazer juntos?". "Eu converso com eles", respondeu Ayumi. Foi quando exibiram um vídeo no qual a conversa se resumia à cantora dizendo "que bonitinho", "meu ursinho de pelúcia", "lindinho" e similares.

   

Ela pareceu meio sem-graça com a exibição do vídeo, mas vergonha maior veio depois: Terumoto perguntou se havia alguma brincadeira que Nora quisesse fazer juntamente com Ayumi, e a comediante disse que sim, pedindo que a cantora fizesse mais um de seus bordões, o "M.C.HAMMER, TOORIMA~SU!". Ayumi topou, mas disse que só faria se TODOS participassem também. Ou acham que ela ia pagar esse mico sozinha?

   

   

Encontramos no Twitter um vídeo dessa parte. Está quase sem áudio, mas já garante as risadas. Hahahahaha! Ai, Ayumi...
Em seguida, mostraram as coleções de bolsas da Channel e óculos escuros da Dior. Detalhe é que PARTE da coleção de bolsas foi suficiente para cobrir uma escada! A cantora disse que gosta de olhar para as bolsas enfileiradas...

   

No livro "ayu LIFESTYLE" (de onde também pegaram a foto) tem essas imagens com mais qualidade:

   

Depois, Ayumi disse que não entende muito de maquiagem, e que por isso tem sempre uma equipe de maquiadores e cabeleireiros de plantão. Tokui brincou dizendo "imagino você sentada e a equipe em volta fazendo todo o trabalho, daí o grupo se abre de repente e aparece 'a Ayumi'". Ela comentou "dia desses postei uma foto no Instagram, e foi mais ou menos assim mesmo".

   

Tomochika imitou a igualmente comediante Emiko Kaminuma e Ayumi disse "eu costumo assistir seus vídeos e tem um personagem que eu gosto, o Nishio-san. Queria que você fizesse pra eu ver". Tomochika atendeu ao pedido e Ayumi riu demais.

   

A comediante fez mais imitações e Ayumi comentou "é legal porque ela capta o jeito da pessoa falar e fica igualzinho!". Quando disse isso, particularmente fiquei esperando que Tomochika fizesse uma imitação dela, mas não rolou...

Alguém aí quer ser amigo da Ayumi?
O assunto agora são as surpreendentes performances ao vivo. Citam o famoso véu de 50 metros e o vestido de "Hello New Me", com 4,5 metros de diâmetro. Também mostram a performance de "Wake me up" em 2013, em que um dançarino acorrentado troca de lugar com ela e a performance aérea na turnê M(A)DE IN JAPAN, a 6 metros do chão e sem qualquer instrumento de segurança. E claro, fazem uma breve propaganda da "Just the beginning -20-". Ayumi aproveita para dizer que todos esses detalhes "surpreendentes" são ideia dela.

   

   

   

Fugindo completamente do assunto, Terumoto pergunta "quando você se apaixona, se declara sem problema algum?". Ayumi não titubeia e diz "sim!". Ele continua: "chega na cara da pessoa e fala 'tô afim de você'?", e ela "sim!".

Ayumi chega junto sem dó!
Terumoto pergunta "que homem faz o seu tipo?", e ela responde "como sou muito quieta, gosto de quem saiba conversar". Rino faz graça dizendo "ih, sem chance para você, Tokui..." e emenda a pergunta: "se a humanidade acabasse de repente e só sobrassem Tokui e Terumoto, qual deles você escolheria?". Antes que ela respondesse, Tokui e Terumoto começam a discutir quem seria o par ideal, até que o primeiro conclui dizendo "vamos deixar isso para depois e seguir em frente com o programa!".
Falando sobre viagens de férias, perguntam com quem ela viaja. Ayumi responde que sua companhia são geralmente os dançarinos e demais membros da equipe, e o número varia de 20 a 30 pessoas. Tomochika pergunta se não costuma viajar sozinha, e ela diz que não, porque gosta de ter sempre alguém com quem passear ou fazer as refeições.

   

Tokui mostra um vídeo do aniversário de Yuuki Takano (proprietária da clínica de estética BONITO e uma das melhores amigas de Ayumi): houve uma festa-surpresa em Bali, com muito champanhe e até queima de fogos exclusiva em uma área reservada de um hotel de luxo!

   

Prova da mão no bicho
Ayumi participou pela primeira vez do quadro "O Que Tem Na Caixa?".

   

Terumoto anunciou a atração dizendo: "Ayu-san, que raramente participa de programas de variedades, diz que topa qualquer coisa. Por isso, vamos ao quadro 'O Que Tem Na Caixa?'~!! Na caixa temos... ISTO!". Era uma inocente fatia de konnyaku (ingrediente gelatinoso usado na culinária japonesa), mas pelos gritos da plateia, Ayumi fica com receio.

   

SHELLY diz "tá se mexendo muito!", e Nora comenta "eu não colocaria a mão aí...".
"-Não é nada vivo, né...?" – pergunta ela.
"-A graça da brincadeira está em você descobrir sozinha." – responde Terumoto.

   

Mesmo enrolando e morrendo de medo, ela faz duas tentativas. Ao encostar no konnyaku, sai correndo e dizendo "alguém lambeu minha mão!!!".

   

"-Lamberam minha mão!!"
O tempo terminou e Terumoto perguntou o que ela achava que era. "Acho que tem uma pessoa debaixo da mesa, com a cabeça dentro da caixa!". Parece até que estava adivinhando o que viria a seguir...
Como diria o Faustão, "erroou!"
Foi tão engraçado que resolveram fazer de novo. Agora tratava-se do comediante Saitou-san, da dupla 'Trendy Angel', e mais uma vez Rino e SHELLY começaram a pôr medo em Ayumi. Assim que seus dedos tocaram a cabeça de Saitou, a cantora começou a gritar "tem cabelo! Isso aí tem cabelo!".
O tempo terminou e Terumoto perguntou o que ela achava que era. "Eu senti uns pelinhos, acho que é um porquinho!". Saitou-san se revelou, e foi quando Ayumi se jogou no chão gritando "ai, não acreditooo!!".

   

   

   

Deliciem-se com este vídeo do Twitter mostrando essa sequência...
Ao lado de Ayumi (mais calma depois de passar tanto medo), Saitou-san explicou como a amizade entre eles começou: o 'Trendy Angel' fez uma paródia de "ANOTHER WORLD", do GACKT. Ayumi gostou e os chamou para cantar no encerramento da turnê M(A)DE IN JAPAN.
Para encerrar, tivemos a presença de um humorista que queria se encontrar com Ayumi: trata-se de Miyazon!

   

Terumoto perguntou se ela o conhecia, e Ayumi respondeu "o nome dele é...? 'Mi...Miyazon'?!". Ou seja, não conhecia! Hahaha! Miyazon é membro da dupla "ANZEN Manzai", que faz imitações e graças bem comuns como, por exemplo, cantar músicas de improviso com temas escolhidos por alguém. Há quem diga que ele é muito engraçado, mas deu pra ver que Ayumi, fã de humoristas, não pareceu muito entusiasmada...
Penso que o programa podia ter acabado na parte do Saitou-san. Ou de repente, podiam ter trazido o Akira100% de novo, sei lá...

   

 "-Achei ele engraçado". É, a gente percebeu...

Repercussão


Segundo artigo no site Cyzo, o programa atingiu 13 pontos de audiência (o que é excelente, pois costuma ficar em 6 ou 7 pontos) e "foi imperdível para os fãs, já que a vida luxuosa de Ayumi era algo óbvio, mas pela primeira vez tivemos a própria cantora contando os detalhes". E além de citar sua experiência na TV no comando do "ayu ready?" (o extinto talk show exibido entre 2002 e 2004), o artigo disse que a participação naquela noite foi tão boa que "ela devia aparecer em programas do gênero com mais frequência".


Via Twitter, fãs também fizeram uma série de elogios, como "é mesmo uma diva!", "a casa da Ayumi é espetacular", "foi engraçado demais! A cada comentário, eu ria feito louco" e "vendo as imagens do início de carreira, me lembrei de como Ayu é uma deusa", dentre outros.


No AHS, a fã AyuWorld fez o seguinte comentário: "uma amiga japonesa me escreveu hoje dizendo que viu Ayumi no 'Konkura' e adorou. Achou o programa muito bom e gostou de como Ayu falou de sua vida. Aliás, disse que achou ela MUITO bonita no programa e que todos a consideram uma lenda-viva. E para terminar, minha amiga nem sabia da existência do Girls Channel (site que, juntamente com o Arama!Japan, adora falar mal de Ayumi em seus artigos). Hahaha! Fiquei feliz em saber que os japoneses gostaram de vê-la na TV depois de tanto tempo, e os números da audiência provam isso".


Mas nem todo mundo gostou e, claro, houve quem falasse mal: alguns criticaram a ousadia do visual, com o colo mais à mostra que o devido, enquanto para outros foi irônico exibir fotos da casa na TV depois de ela própria ter acionado a polícia porque alguém a fotografou e postou as imagens no Twitter. Sério, gente?!


Também surgiram comentários como "rindo histericamente daquele jeito fez sumir completamente a imagem de diva", "quanto mais ela participa desses programas, mais eu vejo que ela pertence ao passado", "deve ser muito sozinha para conversar com cachorro", "o visual parecia o de uma mulher dos anos 60", "ver Ayumi ao lado da Tomochika deu impressão que eram gêmeas" (por achar Tomochika gorda), "Tomochika pareceu magra perto dela", "também faço yoga, e não estou gordo desse jeito" e "a mulher faz yoga todo santo dia e não emagrece?! Algo está errado...", dentre outros.


Reações tão sem sentido que o site Dokujo encerrou seu artigo de forma brilhante quando escreveu: "(...) Mobília luxuosa em ambientes espaçosos, além de sapatos e bolsas de marca. Ayumi leva uma vida de riqueza fora do alcance das outras pessoas, o que desperta a inveja de muitos (...)".

Sites que ajudaram no resumo e/ou comentaram sobre a repercussão: