January 02, 2018

, ,

Relatório dos Shows: Osaka


Como se não bastasse o fato de o show começar com 1 hora de atraso por problemas na aparelhagem, algumas músicas foram cortadas da setlist(*). Mesmo assim, o público animado de Osaka não deixou de enviar boas energias ao palco durante toda a performance. Isso incluiu os que precisaram deixar o Hall durante o encore – talvez preocupados com o horário do último trem.
(*) O show marcado para as 19 horas começou às 20:05, e as músicas cortadas foram 'GAME', a intro 'Pieces of SEVEN' e '1 LOVE', além de 'WORDS', que abria o encore (Ayumi começou com 'evolution' logo de cara).

Ao lembrar disso, pensei no que deveria escrever... Depois de pensar bastante, parei e apaguei tudo que tinha escrito. Quando percebi, vi que tinha passado todo o dia de ontem sem conseguir escrever nada.
Mas assim que amanheceu, uma pergunta ficou martelando minha cabeça: o primeiro show na cidade foi ruim? Minha resposta franca para isso é: "foi incomum, mas pude ver minha versão favorita da Ayu". Pensando assim, fui até o computador decidida a escrever.
Claro que não há problemas se o ponto de vista de outra pessoa for diferente. Mas... E se for alguém do TA, será que vai conseguir entender?... E se for um fã que há anos não vai aos shows, ou alguém que veio pela primeira vez?... E se forem os responsáveis pelo evento, que estavam preocupados tentando resolver o problema do atraso do show?
Assim que pensei nisso, minhas mãos pararam novamente. Mas como já diz o título desta seção dos relatórios, permitam-me contar tudo que aconteceu – e que ainda está fresco na memória – sob o meu ponto de vista.

Eu estava no camarim junto com toda a equipe, no momento em que Ayu estava pronta e prestes a dizer "vamos!". Mas conforme o tempo passava, o silêncio tomava conta do camarim e o clima começou a ficar tenso. Não havia nada que ela própria pudesse fazer, e cada minuto a deixava mais e mais preocupada, olhando continuamente ora para o relógio, ora para um monitor instalado no camarim que mostrava o auditório... Nem sei como descrever a expressão de Ayu naquele momento. Depois de meia-hora, ela finalmente disse:
"-Quero ficar sozinha".
Rapidamente, a equipe fez sinal para que todos deixassem o camarim, e eu os acompanhei. Na minha cabeça, achei que ela quisesse ficar sozinha para conseguir se concentrar até que o problema fosse resolvido e pudesse enfim seguir para o palco. Percebendo que tinha esquecido meu celular, voltei rapidamente e já estava prestes a dizer "desculpe por atrapalhar, mas já vou sair" quando a vi em silêncio e chorando muito!
Com uma voz e trêmula e quase inaudível, Ayu disse:
"-Não sei se terei coragem de aparecer no palco...".
Já trabalho com ela há muito tempo, mas nunca a tinha visto daquele jeito, nem escutado palavras como aquelas. "Haja o que houver, vou dar o melhor de mim", é o que sempre costuma dizer.
Como alguém com a experiência de palco que ela possui, ou melhor dizendo, como alguém da envergadura de Ayumi poderia corresponder às expectativas de tantos fãs ávidos por "Ayumi Hamasaki" diante de tamanho atraso e até da possibilidade de ter músicas cortadas da setlist?
Pensando nisso mais tarde, acho que o orgulho por ter identificado falhas e feito correções deixando tudo bem planejado pode ter lhe dado confiança para enfrentar aquele show como "Ayumi Hamasaki".
"-Está tudo bem, todos estão à sua espera!".
Naquele momento devo ter dito algo assim, mas depois achei que foi uma péssima forma de consolá-la.
No fim das contas, foram cortadas duas músicas da primeira parte, além da performance dos dançarinos e acrobatas que tinha sido adicionada como mudança para o show. Mas será que as trocas de figurino seriam feitas em tempo para não atrasarem o show ainda mais?... Será que os fãs que já conheciam a setlist não ficariam chateados?...
Mesmo assim, quando Ayu deixou o camarim parecia a "Ayumi Hamasaki" que conhecemos. Ainda sou capaz de ouvir os gritos da plateia, com animação suficiente para acabar com qualquer sentimento de insegurança. E em resposta àquela animação, ela cantou desde a abertura como se quisesse esgotar todo seu potencial vocal, o que me lembrou do show eletrizante visto no segundo dia em Nagoya, na TA Tour do ano passado(*).
(*) Tsuriko se refere ao show de 25 de outubro de 2016, quando Ayumi apresentava grande esgotamento físico e vocal. Antes do ensaio, Tsuriko foi ao hotel e encontrou um médico no quarto da cantora, além de vários remédios espalhados. Mesmo em tais condições, Ayumi teria pensado em todos os fãs do TA e dito "eu preciso fazer este show, porque é obrigação da 'Ayumi Hamasaki'".

Sinto muito por aqueles que queriam ouvir todas as músicas da setlist, mas apesar dos cortes, não acham que este show foi o mais próximo da perfeição neste Segundo Ato? Na minha opinião, foi um dos shows mais perfeitos até o momento.


E no dia seguinte...
O segundo dia em Osaka foi marcado por um clima de festa tão grande que mais parecia um encerramento realizado no Yoyogi.
Claro, é só o meu ponto de vista, mas para mim, quem eu vi naquele segundo dia foi a "Ayumi Hamasaki", enquanto no primeiro dia, sinto que enxerguei a "Ayu". No segundo show, pude enxergar a visão de mundo que vinha percebendo durante o Segundo Ato, mas nas anotações do show anterior escrevi que "exceto pela 'Ayu cor de rosa', eu chorei em todas as músicas"... Sinto como se aquela fosse uma Ayu despida de qualquer imagem, livre de qualquer identidade. Algo que ela só é capaz de fazer através da voz...

Não havia destreza que a tornasse capaz de usar uma máscara que já tinha sido tirada, e ela só poderia compensar exteriorizando tudo que tinha com toda sua força. Foi um show muito especial, mas me pergunto se digo isso pelo que presenciei no camarim... Honestamente falando, esses dois dias em Osaka nos deixaram exaustos, mas a grande animação de vocês, que foi capaz de contagiar Ayumi, ficará para sempre na memória.
Houve falhas, mas foram apresentações inesquecíveis e únicas. Cada um de vocês é a peça-chave que completa um show, e considero a força de todos que sempre apoiam Ayumi algo descomunal.
Já estou ansiosa para voltar a Osaka no ano que vem durante o Terceiro Ato!


O texto original está no site oficial da turnê (ayu2017tour.com).
  

2 comments:

  1. Putz cara, Ayu esta passando por uma barra mesmo. Temos que mandar muita força pra ela cara.
    Amo essa cantora desde meus 16 anos (23 atualmente). Sera triste para mim quando ela deixar os palcos. Princesinha do j-pop

    ReplyDelete
  2. Incrível ler esse texto! Fiquei tenso ao ler as partes de aflição da ayu. No atraso do show. Mas graças a deus deu tudo certo! Ayu é uma cantora espetacular!

    Ótimo texto! Parabéns 💖

    ReplyDelete

Olá pessoal. Deixem seus comentários que eles serão divulgados no Blog após verificados! Consciência ao postar é uma educação que todos devemos ter.
Infelizmente a moderação teve que ser ativada por mal uso deste canal.
Aguardamos seu comentário.

Grato. Adm.