February 03, 2012

Matsuura conta como conheceu Ayumi

Recentemente, encontrei essa matéria no forum AHS e achei interessante publicar. Essa é uma tradução de uma postagem do blog de Max Matsuura, relatando de como ele conheceu nossa querida Ayu.

"Eu recebi um monte de perguntas sobre como Ayu e eu nos conhecemos.
Esta é uma lembrança profunda no meu ponto de vista, portanto, pode haver algumas diferenças de como Ayu se lembra dele.

Naquela época, eu tinha 31, o que significa que ela estava prestes a fazer 15. Fui apresentado a Ayu através de algumas pessoas que trabalharam na Velfarre*.
Enquanto ouvi coisas insignificantes como "Ela está em um drama (Miseinen)" e "Ela vai lançar algumas canções em breve", eu lembro de ter dito a ela: "As músicas não são algo que pode ser vendido tão facilmente." 
Eu estava tão cheio de mim mesmo, embora eu não tivesse nada.
Depois disso, não sei porque, nós esbarramos com mais freqüência. Claro, eu nunca imaginei que ela viria a ser a Ayu que conheço hoje. 
Fiz ela cantar no karaoke e eu subi a clave gradualmente para ver o quão alto a sua voz sairia, que tipo de voz que ela tinha, se ela era talentosa ou não ... Eu sinto como se todas essas coisas fossem arbitrárias.
Depois, começamos a entrar em contato com mais freqüência. Queríamos ver um ao outro de vez em quando, mas não me lembro de falar sobre o trabalho e coisas assim.

Lembro claramente dela me dizendo: "Parei de ir ao Jimusho* com a minha mãe."
Eu ouvi sobre o seu desejo de se tornar uma cantora, mas não tinha levado a sério.
Mas quando soube que tinha saido do Jimusho, perguntei: "E agora?" saiu da minha boca tão naturalmente.

Daquele ponto em diante, nos tornamos parceiros de uma corrida de três pernas. E quando isso aconteceu, eu me tornei mais sério.
Passei meus dias pensando numa estratégia para sua estréia, e ao mesmo tempo, meu relacionamento com Komuro (Tetsuya) foi se deteriorando. Naquela época, a minha missão mais importante era criar uma Avex sem Komuro.
Para fazer isso, eu precisava de artistas que pudesse produzir. Isso foi bem na época da estreia de ELT (Every Little Thing), e eu mergulhei nisso. 
Every Little Thing foi lançado em agosto de 1997. Fiquei impressionado com suas vendas magníficas e então, concentrei toda a minha energia para encontrar um outro artista. E esse artista foi Ayu.
Em 8 de abril de 1998, exatamente uma semana antes do lançamento do segundo álbum de ELT que vendeu 4,5 milhões, Ayu fez sua estréia.
Demorou menos de um ano para preparar sua estréia. A mandei para Nova York para as aulas de canto... Acreditava que o fracasso não seria tolerado, e hesitei sobre a melhor forma de apresentá-la ao mundo. Mas todos os meus pensamentos e preocupações foram resolvidas quando ela disse: "Eu definitivamente quero ser uma artista solo." 
Eu sabia das dificuldades enfrentadas por muitos artistas solo e fiquei preocupado, mas fiquei tranquilo e escolhi o caminho mais difícil.

Dediquei-me na promoção de pré-estréia, mas os resultados foram variados.
Amigos da indústria e da televisão disseram me coisas do tipo: "Ela não vai vender nada. Seria melhor parar agora".
Meus superiores na empresa também me disseram: "Ela não tem um rosto que muitas empresas estariam dispostas a patrocinar." E lá estava eu, com nada, mas minha frustração fez com que eu andasse adiante.
Se essa era a situação, eu teria apenas que mudar a percepção das pessoas sobre o seus pensamentos.

Na época, no estúdio, as composições de Yasuhiko Hoshino estavam indo bem. Foi decidido que "poker face" seria a estréia, e na época de sua estréia, havia mais de dez demos, e quatro peças a serem utilizadas como singles.
"Poker Face", a canção tema para Contagem TV, estreou em 08 de abril. Depois disso, nós lançamos um single a cada dois meses. 
O terceiro single, "Trust", entrou no Top 10.Parecia um precedente, e o quarto single apareceu em um comercial da Morinaga. O quinto single, "Depend on You", também entrou no Top 10, e seu primeiro álbum, "A Song for XX", lançado em 01 de janeiro de 1999, foi ao topo das paradas da Oricon. 
Seu lugar como artista de mais de milhões de venda havia sido solidificado. 
Em julho desse mesmo ano, "BOYS & GIRLS" vendeu mais de um milhão de cópias.

E todo mundo sabe o resto da história."


Max e Ayu

Nota: Max Matsuura, para quem não conhece, é produtor de Ayu e presidente da Avex Trax.
"Velfarre" era uma discoteca localizada no bairro de Roppongi em Tóquio, Japão.
Foi auto-proclamada a "maior discoteca na Ásia", tendo como proprietários o Komuro Tetsuya e a Avex. 
"Jimusho" é geralmente usado para se referir ao escritório de uma corporação. Provavelmente Ayu se referia a sua antiga gravadora.


(crédito: chocopockymaster@AHS, ayuuk@AHS
tradução de: Rajma Tenchi)
  

0 comentários:

Post a Comment

Olá pessoal. Deixem seus comentários que eles serão divulgados no Blog após verificados! Consciência ao postar é uma educação que todos devemos ter.
Infelizmente a moderação teve que ser ativada por mal uso deste canal.
Aguardamos seu comentário.

Grato. Adm.